Gospel não combina com outros gêneros da música? | Deezer sugere seis parcerias que mostram o contrário

Foi-se o tempo em que o gospel era um segmento que não conversava com os gêneros musicais do meio secular. Hoje, com cantores transitando por vários ritmos diferentes, existem várias vertentes do gospel que dialogam com o rock, pop, forró, entre outros. Mais do que isso, as parcerias (ou feats) entre cantores do gospel com artistas do funk, por exemplo, têm dado resultados surpreendentes e de muito sucesso. Pensando nisso, a Deezer, plataforma global de streaming, selecionou seis trabalhos de artistas do meio secular e religioso que estão presentes na plataforma e mostram o quanto esta mistura na música pode dar certo.

Ton Carfi, um sucesso da música gospel, e Livinho, que coleciona hits no funk, lançaram recentemente uma parceria em “Minha Vez”. A música, que foi o single gospel mais ouvido em setembro na Deezer, é baseada na história de vida de Ton, conta sobre seu sonho de ser cantor desde criança e como ele recorreu à religião para alcançar seus objetivos. A canção lembra que “Aquilo que eu tenho preparado pra você, a sua imaginação não consegue prever”.

Já pensou em juntar pagode com gospel? Esse feat mostra que isso não é apenas possível, como dá muito certo. Marquinhos Gomes, do segmento evangélico, e Péricles, ex-vocalista do grupo Exaltasamba, se uniram numa versão até então inédita de “Ele Não Desiste de você”. Além de ter sido muito cantado dentro das igrejas, o single também ganhou força fora delas, mostrando que a diferença de ritmos e segmentos não pode separar, mas sim unir as pessoas.

Um outra parceria do cantor Ton Carfi com um nome de fora da música gospel foi com o cantor Bruno Cardoso, vocalista do grupo de pagode Sorriso Maroto. A versão acústica de “Porque Eu Te Amei” foi gravada toda num mesmo dia e é resultado da amizade de longa data entre os dois artistas. A música lembra o sacrifício de Jesus pela humanidade e fala sobre o amor de Deus por todos os seus filhos.

O produtor musical Dudu Borges, conhecido por seu trabalho nos meios gospel e sertanejo, lançou recentemente o projeto Analaga, que promove canções exclusivas e regravações com os maiores artistas do Brasil. Um desses lançamentos foi a versão de “Deus Cuida de Mim”, gravada com Thiaguinho. Essa mesma música também conta com versões de Kleber Lucas e do Padre Fábio de Melo.

Xanddy (do grupo de axé Harmonia do Samba) convidou sua filha, Camilly Victória, para estrear nos palcos cantando a música “Ninguém Explica Deus”, da qual também participa o cantor Clóvis Pinho (Preto no Branco), que é o autor da canção. A versão faz parte do DVD “Harmonia do Samba – Ao Vivo em Brasília”. Além da faixa original, com Clóvis Pinho, a música também já foi gravada em outras duas versões: uma com a cantora Gabriela Rocha e outra com o projeto Analaga (do produtor Dudu Borges) a dupla Marcos & Belutti.

“Porque Ele Vive” é um tradicional hino gospel composto originalmente na década de 70 pelo casal americano William Bill e Gloria Gaither. Desde então, já recebeu milhares de interpretações. Uma delas foi a versão sertaneja da dupla César Menotti & Fabiano com o cantor gospel André Valadão. O convite surgiu por parte de Valadão, que é amigo da dupla, mas ainda não tinha feito nenhum trabalho com eles. O resultado não poderia ser outro: com uma nova roupagem, a música que até então era conhecida no meio gospel ganhou um toque original do sertanejo e conquistou novos públicos.

A Deezer foi o primeiro e único streaming de música do país a ter um projeto exclusivo dedicado à música gospel. O Canal Gospel, por exemplo, já é o segundo mais ouvido da plataforma, atrás apenas do Canal Sertanejo. Nele, é possível ouvir todos esses feats de sucesso, os clássicos do segmento e as novidades do mercado, que têm misturado diversas referências musicais e conquistado fãs pelo Brasil inteiro.